| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

SOM DA VIDA - Região Serrana / RJ
Desde: 16/08/2003      Publicadas: 50      Atualização: 18/11/2004

Capa |  ARQUEOLOGIA BÍBLICA  |  ARTIGOS  |  CLASSIFICADOS  |  CURIOSIDADES  |  Desenvolvimento Pessoal  |  EMPREGOS  |  Endereços e Telefones Úteis  |  ESTUDOS  |  EVENTOS  |  IGREJAS  |  IMÓVEIS  |  Mensagens Subliminares  |  NOSSA GENTE  |  PLANETA GOSPEL  |  Projeto Déboras  |  Religião - Mundo  |  SOM DA VIDA  |  TESTEMUNHOS  |  TURISMO NA SERRA  |  UTILIDADE PÚBLICA  |  VISITAÇÃO


 PLANETA GOSPEL

  17/04/2004
  0 comentário(s)


Oficina G3 fala sobre o novo CD da banda e o Juninho como vocalista

O G3ManiA, o maior site não-oficial do Oficina G3, fez uma entrevista bem interessante com o Oficina G3 a banda num restaurante japonês de São Paulo.

Nesta entrevista, a banda fala sobre o novo CD, que já está sendo produzido. Além disso, alguns componentes da banda disseram que por eles, o Juninho já seria o vocalista oficial. O Juninho porém disse que desejaria que tivesse um outro vocalista, mas enquanto tivesse necessidade ele ficaria no cargo, com amor e seriedade. A banda também comentou que ainda estão procurando um vocalista.

Oficina G3 fala sobre o novo CD da banda e o Juninho como vocalistaG3 Mania: O que vocês acham de usar tatuagens e brincos, já que a Bíblia diz que nosso corpo é o templo do Espírito Santo, que não devemos escandalizar nossos irmãos e que devemos fugir da aparência do mal

Oficina G3: Não cremos que estamos destruindo o templo do Espírito Santo, consideramos que esta é uma questão cultural. Ninguém vai nos ver fazendo apologia ao brinco ou a tatuagem, nosso objetivo é falar de Jesus. Para nós isto é apenas um apetrecho, agora, se você quer usar, ou não, é você com Deus e com as autoridades que estão sobre você.

G3 Mania: Como é ter um público tão diverso, como católico, luterano, metodista, presbiteriano, batista, pentecostais...?

Duca: Acho uma baderna da hora!
Jean: Maravilhoso! Tem que estender isso aos não-crentes, isso é o melhor de tudo.
Juninho: Aí a gente vai ter pleno êxito ministerialmente. Porque a nossa música tem um lado para abençoar, que já começa pelas nossas vidas. A gente quer abençoar o povo de Deus sim, mas a gente principalmente quer alcançar a galera lá fora, o cara que precisa de Jesus mesmo.

G3 Mania: Como é a preparação espiritual antes dos shows? Vocês oram, meditam na Bíblia?

Jean: A gente faz isso todo dia, e não só antes dos shows. Por exemplo, hoje é terça-feira, dia 23, temos três shows pela frente nessa semana. A gente não vai esperar os cinco minutos antes pra orar e ler a Bíblia, quando podemos fazer isso já e pedir pra que Deus faça o que Ele quer fazer através das nossas vidas. A gente ora antes de começar um evento, sim, mas a gente não faz um culto, essa preparação já começa em casa.
Juninho: É um processo, né. Cristianismo, vida com Deus, intimidade, é um processo.

G3 Mania: Como se decide quem vai pregar em cada show?

Juninho: Eu sempre pergunto pra Deus, pra buscar de Deus quem deve falar. Mas acontecem casos em que um tá com uma coisa no coração, mas chega na hora e Deus muda.

G3 Mania: Existe a possibilidade do Luís Fernando se tornar o batera definitivo do Oficina G3? Com a entrada de um novo vocalista, este seria obviamente oficializado na banda. Sendo assim, o Lufe também seria, ou continuaria como free-lancer, já que baterista tudo bem, mas vocalista free-lancer é impossível?

Jean: A gente não olha para o Lufe como um free-lancer. A gente tá com o cara há dois anos, gostamos dele pra caramba. Só que, desde a saída do Walter, nós definimos que não fazemos mais nada sem antes consultar a Deus e dEle ter uma resposta. Realmente vocalista free-lancer não existe, mas não há ligação entre entrar um vocalista e o Luís ser oficializado.
Juninho: O Lufe é nosso amigo, e isso é o que mais conta.

G3 Mania: Ainda estão procurando um novo vocalista?

Juninho: Estamos recebendo cds. Tem uma galera boa. Mas o ponto importante dessa escolha é que não dá pra ser um free-lancer mesmo. No vocal não dá pra colocar uma pessoa e depois falar “Ih, cara, acho que a gente não acertou, vamos tirar”, não funciona desse jeito. A gente tem que ter plena convicção de Deus de que ele é a pessoa. O cara tem que ter a mesma visão ministerial que a gente, precisa entender o que a gente faz, e precisa haver um feedback, tem que ser uma coisa de Deus mesmo.

G3 Mania: Como está a produção do novo cd?

Juninho: Estamos fazendo uma coisa diferente dessa vez, estamos fazendo composição com pré-produção, tudo junto.
Duca: A gente senta lá em casa, no meu pocket estúdio, e fica quebrando a cabeça.
Juninho: Já estamos colocando as letras em cima das músicas, já previamente arranjadas, então já temos uma idéia melhor do resultado final. E depois a gente vai passar pela mão do nosso digníssimo amigo, o produtor Gera, que sempre dá o toque final e mágico.

G3 Mania: Vocês já têm um nome para o novo cd?

Jean: É a última coisa que a gente faz!!
Juninho: Geralmente a gente olha pra onde o cd foi. Como aconteceu com o “Humanos”, nós vimos que as músicas acabaram falando sobre as várias facetas do ser humano, e acabou tendo esse nome.
Duca: Num domingo passado, durante a pregação, o pastor da minha igreja falou que na cultura judaica não se escolhe o nome do filho ao saber se é homem ou mulher. Eles esperam o bebê nascer e ficam observando aquele menino ou aquela menina durante alguns dias, para ver se a criança é ativa, ou mais calma, e a partir das características dela o nome é escolhido. Com os nossos cds a gente tem feito dessa forma. Quando o nosso filho nasce, a gente fica olhando pra ele, vendo suas características e depois de um tempo nós escolhemos o nome que vamos colocar.

G3 Mania: Há a possibilidade do Juninho continuar como único vocalista da banda?

Jean: Pra mim, Jean, e para o Duca Tambasco, o Juninho já é o vocalista da banda.

G3 Mania: E agora, Juninho?

Juninho: Eu?
Duca: Já colocamos você na parede.
Juninho: É assim, honestamente, eu preferiria que Deus preparasse uma pessoa, a minha vontade seria essa. Enquanto eu tiver que fazer, eu faço, e faço com amor, com seriedade, estou dando o meu melhor. O que eu posso fazer, estou fazendo. Mas é uma coisa minha com Deus. Se Deus quiser preparar outra pessoa, pra mim seria melhor. Mas eu também não quero colocar as palavras na boca de Deus ou dar ordens para Deus.

G3 Mania: Com a saída do PG, vocês abaixaram os tons de suas músicas para que o Juninho pudesse cantar mais à vontade. As músicas do novo cd também estão sendo feitas num tom mais baixo?

Juninho: A gente abaixou o tom de algumas músicas, pois é mais confortável, e nós gostamos muito de cantar em dó. Ficou animal, muito pesado, é legal de ouvir. Ainda não sabemos se vamos gravar o cd em dó ou em ré, mas estamos fazendo as músicas com uma linha vocal que funcionaria dos dois jeitos.
Duca: Por mim fica um tom abaixo, fica desse jeito, pois a sonoridade tá muito legal, muito pesada.

G3 Mania: O Oficina G3 teve dois vocalistas que saíram da banda para serem pastores. Quais as diferenças entre a saída do Manga e a do PG?

Juninho: O Manga começou com a gente. Desde o começo, ele já tinha atuação na igreja, e, depois de anos juntos, o Manga foi transferido para ser pastor no Rio de Janeiro. Chegou uma hora que se tornou impossível ensaiar, tocar. A gente tocava uma, duas vezes por mês, no máximo. Até que um dia a gente conversou com o Manga e ele mesmo chegou pra nós e falou assim “gente, realmente, do jeito que tá eu não consigo, eu não tenho como cumprir os compromissos da banda”. Foi então que, junto com o Manga, procuramos outro vocalista, e ele ajudou a achar o PG, e orou pelo PG junto com a gente. As diferenças principais são essas: quando o Manga saiu a gente já tinha o PG. Quando o PG saiu, a gente não tinha ninguém.
Jean: A época era outra, a situação da banda era outra também. Quando o Manga saiu ele teve que fazer uma escolha, porque ele pertencia a um ministério chamado Renascer em Cristo, e sendo pastor ele estava debaixo da autoridade do apóstolo, e o apóstolo falou pra ele ir pro Rio, ele foi pro Rio. Nós já sentíamos que isso ia acontecer e ele mesmo foi nos falando, dele ser pastor, oficial, ter uma igreja pra ele tomar conta. A gente foi até o final e a nossa vontade era continuar, mas a gente realmente teve que parar porque ele tinha compromisso com a igreja. As coisas foram apertando, e ele teve que escolher, pois afinal de contas a gente tinha um ministério e tínhamos que continuar a fazer o que a gente fazia. Então ele escolheu, fez uma opção em comum acordo com a banda. No caso do PG, não foi uma questão de opção do Oficina G3, foi opção do PG. O PG quis sair, ele decidiu. Um dia ele nos comunicou que ele ia ser pastor. Aí passou um tempo, após ele se tornar pastor, e ele falou que não ia mais ficar com a gente porque ia se dedicar ao ministério dele. Foi tudo muito repentino.

Déio Tambasco pergunta: Tá rolando, mesmo que inconsciente, um lance tipo, sabe o Raimundos, quando o Rodolfo saiu, o Digão começou a fazer umas letras assim “você vai se arrepender...”. A minha pergunta é uma curiosidade mesmo. Vocês estão, inconscientemente, formulando letras desse tipo?

Duca: A intenção do nosso cd não é essa, a intenção é trazer mensagens e abençoar as pessoas, falando dos conflitos que todo mundo tem, que a gente também tem. Não vamos ser hipócritas e falar que não. Aconteceu. Só que chegou uma hora que a gente mesmo, conversando, chegou à conclusão que, meu, esse não é o caminho, isso não é a gente, o Oficina não é isso. Eu acho que cd não é pra lavar roupa suja, é pra ser benção!
Juninho: A gente sempre escreve aquilo que está sentindo. E tem horas que a gente não está se sentindo bem. Existem situações em que a gente gostaria de escrever um monte de coisas, mas acho que o Duca falou certo, nosso cd é pra ser benção.

G3 Mania: Como vocês encararam a saída do PG?

Jean: A gente realmente ficou muito decepcionado, a gente não esperava que as coisas acontecessem dessa forma. É imposssível ficar indiferente diante de coisas do tipo: “olha, amanhã eu vou ser presidente da GM do Brasil e não posso mais tocar no Oficina G3.”
Duca: A gente ficou sabendo através de um comunicado.
Jean: Vou estar mentindo se falar que a gente é amigo hoje. Não dá pra dizer que continuamos amigos. Mas isso não é bom pra gente, pra mim, pro Juninho, pro Duca, pro PG! E pra ninguém.
Juninho: Realmente existia uma amizade, mas depois de tudo que aconteceu, ficou um sentimento chato, mas a gente tentou, acredito que todo mundo tentou não deixar a coisa acabar. Mas infelizmente, depois de algumas conversas, depois de um último encontro que tivemos na MK no começo do ano, que não foi muito legal, chegamos à conclusão de que o relacionamento foi embora. E hoje a gente coloca diante de Deus, na presença de dEle, pra que Deus a seu tempo possa trazer uma cura.

G3 Mania: Isso fez com que vocês repensassem o relacionamento, como banda?

Duca: A gente não sabe muito bem o que é a amizade, ninguém sabe muito bem o que é isso. Nós confundimos muito as coisas, a gente usa muitos caminhos errados. Tipo, a gente conhece um cara ontem e acha que hoje a gente já é amigo desse cara. A gente não sabe que a amizade é um processo, uma caminhada. A gente caminha, vai se conhecendo, até chegar um ponto em que você fala assim, meu, na boa, eu não deixo aquele cara na mão, porque esse cara é meu amigo. Quando você chegar num ponto em que você vê que se doa pelo cara, aí você pode chegar e dizer, na boa, eu sou seu amigo. Até então a gente tem um monte de colegas por aí, aquela amizade superficial, que a gente usa mais por falar. Mas amizade mesmo, poucas pessoas sabem como é. A gente tem aprendido no decorrer desses anos juntos e ainda temos muito o que aprender.

G3 Mania: Bom, pra terminar, contem algumas novidades que vêm por aí, ou deixem um recado para a galera.

Jean: As novidades começam com o cd, não é só o cd que é a novidade. Vão existir várias coisas, várias formas de evangelismo que Deus está dando e nós estamos tentando desenvolver, então a galera pode aguardar. Quero deixar um recado. Diante de tudo isso que aconteceu, com relação ao G3, ou com relação à igreja de hoje em dia, vimos brincadeiras do tipo “união perfeita”. Olha, realmente, união perfeita só com Deus mesmo. Homem e Deus, essa é a união perfeita. Agora, eu gostaria de pedir pra galera que, em vez de ficar se falando, se conjecturando a respeito das coisas - como aconteceu?, o que aconteceu? - que orasse. Que o povo de Deus falasse menos e orasse mais, pois a gente vai ganhar muito mais com isso, e problemas como esse vão acontecer cada vez menos, se o povo de Deus orar mais do que falar. Fica esse recado, pra vocês orarem pelo PG e pelo Oficina G3.
Juninho: Algumas pessoas perguntam se o Oficina G3 vai acabar. Não vai. A gente tá continuando, a gente tá vivendo um tempo muito legal, Deus tem cuidado da gente, Deus tem zelado por nós, nos abençoado. Quero agradecer o carinho, porque a gente tem ido por todo esse Brasil, e a galera tem ido aos shows, a galera tem se alegrado na presença de Deus junto com a gente. Então queremos agradecer o carinho de todo mundo. E como o Jean falou, não vamos bancar o juiz e sair julgando todo mundo. Vamos nos colocar na posição de intercessor e crer que, no meio de tudo isso, Deus ainda vai reverter essa situação toda.
Duca: O que eu tenho pra dizer é que, é impressionante como o Juninho come! Ele chegou aqui e falou assim “cara, não vou comer porque já jantei, que desperdício de dinheiro”. Cara, ele não parou de comer até agora! Nunca vi isso! (risos)

G3 Mania: Mas manda um recado pro pessoal.

Duca: O recado pro pessoal, assim, quando a gente for na sua cidade, prepare um prato de comida pro Juninho! (risos) Eu quero mandar um abraço pra todo mundo que acessa o G3 Mania e o Fórum, e espero que as pessoas utilizem esse veículo de comunicação para compartilhar coisas legais e também para dar espaço pras pessoas falarem do que não concordam. É isso aí.

G3 Mania: Preparados para o chat na próxima terça, dia 30?

Juninho: Eu tô ansioso pelo Chat, pois faz tempo que a gente não tem um contato. Pela agenda lotada a gente acaba perdendo um pouco o contato com a galera. Mas a gente gosta de estar com a galera, em todos os eventos a gente sempre tenta, no final, trocar uma idéia com o pessoal. O pessoal pode comparecer, porque a gente quer muito falar com vocês.
Duca: É isso aí, a gente tá ansioso, vai ser muito legal.
  Web site: www.g3mania.org


  Mais notícias da seção Entrevista no caderno PLANETA GOSPEL
27/03/2004 - Entrevista - Juízo Final
Essa entrevista foi feita com o Betinho Fonseca, que é baterista e líder da banda. ...
27/03/2004 - Entrevista - PG
Apesar de ser uma decisão difícil, estou em paz, pois tenho certeza que foi direção de Deus para a minha vida, meu tempo no Oficina G3 acabou, como a bíblia diz: "Há tempo pra tudo debaixo do céu..."....
27/03/2004 - Entrevista - Oficina G3
Essa entrevista foi feita de forma interativa, isto é, recebemos perguntas dos usuários do Supergospel, escolhemos as melhores e mandamos para o Oficina G3. Muito obrigado pela colaboração de todos! ...
27/03/2004 - Entrevista - Luciano Manga
Luciano "Manga" Azevedo Kuhn, casado com Maria Cristina (Pita) e pai de Kauê (14 anos) e Lucca (3 anos) é ex-vocalista do Oficina G3, é pastor da Vineyard no Rio de Janeiro e prepara-se para lançar o seu primeiro CD solo. ...
27/03/2004 - Entrevista - Catedral
"A postura de uma banda cujos componentes são cristãos mas que tocam música secular para o povo não-cristão não é comum no Brasil, mas é bem comum nos EUA. O Catedral é uma banda assim?" ...
27/03/2004 - Entrevista - Samuel Barbosa - FILHOS DO HOMEM
...Creio que nós estamos buscando mais a presença de Deus do que qualquer outra coisa na nossa vida , a vontade de Deus mais do que qualquer coisa, os seus sonhos e planos para esta geração, mostrando a todos que é possível viver em santidade......
27/03/2004 - Entrevista - Metal Nobre
"O objetivo do grupo é pregar a palavra de Deus a todos e detonar o capeta e seus capirôtos! Fomos chamados para evangelizar essa galera que precisa de Jesus"...
27/03/2004 - Entrevista - Fruto Sagrado
Essa entrevista foi feita de forma interativa, isto é, recebemos perguntas dos usuários do Supergospel, escolhemos as melhores e mandamos para o Fruto Sagrado. Muito obrigado pela colaboração de todos! ...
27/03/2004 - Entrevista - DJ Alpiste
DJ Alpiste, as opiniões dos cristãos se dividem ao se falar de música secular. Você concorda de um crente ouvir uma música secular, isto é, do "mundo"? Leia a entrevista com o DJ Alpiste....
27/03/2004 - Entrevista - Rodolfo Abrantes - RODOX
Esta entrevista aconteceu durante um ensaio da banda RODOX num estúdio em São Paulo. Num batepapo descontraído, Rodolfo nos falou sobre música, as críticas relacionadas à sua conversão, sua saída do Raimundos, e é claro, sua nova banda. Assistimos ao ensaio das músicas do CD "Estreito", e podemos falar que o CD ficou muito bom! ...



Capa |  ARQUEOLOGIA BÍBLICA  |  ARTIGOS  |  CLASSIFICADOS  |  CURIOSIDADES  |  Desenvolvimento Pessoal  |  EMPREGOS  |  Endereços e Telefones Úteis  |  ESTUDOS  |  EVENTOS  |  IGREJAS  |  IMÓVEIS  |  Mensagens Subliminares  |  NOSSA GENTE  |  PLANETA GOSPEL  |  Projeto Déboras  |  Religião - Mundo  |  SOM DA VIDA  |  TESTEMUNHOS  |  TURISMO NA SERRA  |  UTILIDADE PÚBLICA  |  VISITAÇÃO
Busca em

  
50 Notícias